Opinião

BAIXA GIGANTE: Carteirinha digital do Governo Bolsonaro faz UNE perder 80% do faturamento

A União Nacional dos Estudantes que está mais para filial do PT e PC do B perdeu 80% de seu faturamento após a implantação da carteirinha digital do estudante. O presidente da entidade ficou irado ao mostrar o balanço de 2019 da UNE.  Em 2017, a receita foi de 14,3 milhões.

Já o ministro Abraham Weintraub celebrou a vitória contra militantes travestidos de estudantes. ”Quebrei a máfia dessa tigrada”.

O ministro da Educação, ainda utilizou as redes sociais agindo como militante estudantil. Em uma live na página do Twitter do movimento UNB Livre, que se autodenomina “movimento de DIREITA e PRÓ-LIBERDADE nas universidades e faculdades pelo Brasil”, Weintraub comemorou a implantação da carteira digital estudantil e fez chacoca com o fato de retirar da UNE cerca de R$ 500 milhões por ano. Isso porque com a nova carteira estudantil digital, a UNE perde receita por não mais intermediar a confecção do documento.

Na live, Weintraub afirma que não tem “preconceito nenhum. Quem quiser fazer carteirinha com eles (UNE) pode continuar pagando R$ 35,00 para eles. E também a gente tá pensando em desenvolver um curso de artesanato para que eles possam repor a verba deles que eles vão perder: cachimbo de epoxi”.

9k= - BAIXA GIGANTE: Carteirinha digital do Governo Bolsonaro faz UNE perder 80% do faturamento

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo