Executivo

Prefeitura de Bonito de Santa Fé anuncia compra de mais 1.500 testes para detecção da COVID-19

O objetivo é testar o máximo de pessoas possíveis para manter o controle da disseminação do vírus e frear o aparecimento de novos casos na cidade.

A Prefeitura de Bonito de Santa Fé anunciou recentemente a compra, através de processo licitatório público, de mais 1.500 mil testes rápidos (IgG/IgM) para detecção da COVID-19 na população. O objetivo é testar o máximo de pessoas possíveis para manter o controle da disseminação do vírus e frear o aparecimento de novos casos na cidade.

Até o fechamento desta matéria, com dados do boletim divulgado no dia 19/03, a Secretaria Municipal da Saúde já testou mais de 1000 pessoas com testes rápidos. Destes, foram confirmadas 510 pessoas infectadas com a Covid-19, destes, 492 já estão recuperados e 08 continuam ativos.

O COMBATE

A Prefeitura de Bonito de Santa Fé vem mantendo diversas ações para combater o vírus na cidade, como as barreiras sanitárias, a distribuição de máscaras para a população e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) completos para os funcionários se protegerem nos seus locais de trabalho e equipe completa para atender e receber supostos casos.

Publicação de decretos com diversas medidas restritivas e protetivas, aferição da temperatura e higienização com álcool das mãos de quem visita as repetições públicas municipais, campanhas educativas em diversas mídias, entre outras ações. “Vamos continuar trabalhando muito para proteger cada vez mais a nossa população do novo coronavírus e peço para que todos façam as suas partes e sigam as medidas de segurança.”, finaliza o prefeito Ceninha Lucena.

Fonte : Fábio Kamoto

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo