Executivo

Brigada Sanitária visitou 942 casas e abordou 1,6 mil pessoas nesta quarta-feira no Bairro das Indústrias

As equipes da Brigada Sanitária da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) visitaram 942 residências e abordaram 1.644 pessoas nesta quarta-feira (22) no Bairro das Indústrias. Dessas, 53 foram identificadas com sintomas de síndromes gripais, sendo que apenas sete precisaram ser encaminhadas para uma unidade de saúde da família de referência.

A ação, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), acontece de forma educativa para diagnóstico e tratamento de pessoas com sintomas de síndromes gripais, a exemplo da covid-19, e para o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Após o Bairro das Indústrias, as equipes seguirão para outras localidades que apresentam números elevados de casos de covid-19 e baixos índices de isolamento social.

De acordo com a diretora de Atenção à Saúde da SMS, Tânia Cunha, a população dos bairros já visitados tem sido receptiva às equipes que estão trabalhando na ação. “Esse retorno das pessoas é muito importante para entendermos melhor a realidade que elas estão vivenciando e identificarmos com mais precisão não só os possíveis casos de covid-19, mas também outros problemas”, disse.

A Brigada Sanitária conta com a participação de cerca de 80 profissionais, entre agentes de endemias da Vigilância Ambiental e Zoonoses, agentes comunitários de saúde e profissionais da Atenção Básica. Os profissionais estão divididos em 40 equipes para visitar as casas.

Durante cada visita, para monitoramento, avaliação e diagnóstico, são aplicados questionários a fim de identificar pessoas com sintomas gripais ou comorbidades, como hipertensão, diabetes, obesidade ou problemas cardíacos. Além dos casos de síndromes gripais, as equipes identificaram 174 pessoas com comorbidades.

Assistência – As pessoas identificadas com alguma comorbidade passarão a ser monitoradas. As que apresentam sintomas gripais ou algum agravo, como dispneia (falta de ar), serão encaminhadas para a Unidade de Saúde da Família (USF) de referência para consulta, prescrição de medicamentos, se necessário, e para fazer o teste do novo coronavírus, conforme protocolo.

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo