Política

APARECIDA: Hélio Roque usa redes sociais e faz comentário realista sobre retorno de Júlio César à prefeitura; VEJA

O município de Aparecida, sertão paraibano, está passando por uma transição administrativa de gestores; entra prefeito, sai prefeito. Situação essa que complica em todos os aspectos, o andamento prioritário dos serviços públicos oferecido ao povo.

Pois, os princípios que rege uma administração para o bem comum de todos, se perdem em meio às decisões judiciais questionáveis, e no maneirismo artífice de uma politica retrógrada e cheias de vícios.

Em janeiro do corrente ano a Justiça da Paraíba havia afastado Júlio César Queiroga, após investigações sobre nepotismo nos quadros da administração municipal, caracterizada por improbidade administrativa.

O Ministério Público do Estado da Paraíba pediu a perda dos direitos políticos do prefeito, fazendo com que ele ficasse impedido de assumir o mandato. Com isso, o vice-prefeito Valdemir Oliveira, passava a tomar posse, e ser o prefeito constitucional da cidade.

Com as mudanças que ocorrera a partir da decisão tomada na capital do estado, João Pessoa, por meio de sessão virtual da 3º Câmara Civil do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), mediante a defesa do atual gestor que interpôs agravo instrumental ao processo, conseguiu milagrosamente retornar ao assento da prefeitura na terça-feira (21).

E no meio politico, na imprensa regional, e nos vários seguimentos sociais do município, o resultado do retorno obtido pelo atual prefeito, gerou pano na manga para se levantar muitos questionamentos. Pela dimensão da decisão, e de como se desenrolou, o assunto pelo que tudo indica será recorrentemente analisado ainda por um bom tempo.

E como não poderia ser diferente, o candidato a prefeito pela oposição nas ultimas duas eleições em Aparecida que alcançou 2.774, ou seja, 48,80% dos votos, o político Hélio Roque, se manifestou recentemente com um comentário realista em seu perfil nas redes sociais; pontuando o que o município irá receber novamente com o retorno da antiga gestão de Júlio César.

O teor do comentário faz um paralelo do que a gestão anterior ao comando de Valdemir Oliveira já havia feito, na área da saúde, da educação, da melhoria de recuperação de estradas e acessos de ruas dentro da sede e na zona rural, etc.

Em contraponto, em sua menção, com o retorno da antiga gestão, a pauta opressora, e o modelo de retrocesso poderão vir à tona, ameaçando o que em tão pouco tempo foi feito, e interromper o que estava dando certo e o que ainda poderia ser realizado.

Veja:

“As coisas agora voltam ao seu devido lugar!”

Essa frase representa o sentimento dos que não tiveram suas demandas pessoal atendidas, dentro de um governo, extremamente curto.

Ao meu ponto de vista, vou relatar o que realmente volta ao seu lugar de origem:

1- Fechamento do posto de saúde e escola, do sítio Angicos;

2- As comunidades de: Extrema, Faustina, Angicos, Angélica, Verdes, Serra Azul, Riachão e Santa Clara, voltam a serem atendidas no posto médico do Assentamento Acauã;

3- As comunidades de Baixio, Boi Morto, Angico Torto, Barra Mansa, Barra, Alegre e Duas Lagoas, voltam a serem atendidas exclusivamente no posto de saúde da Prensa;

4- A cidade volta a não ter mais, atendimento médico à noite;

5- Voltamos a não termos mais a perspectiva de realização e o resgate, das festas de noite de ano e de emancipação política;

6- O bairro das casinhas volta a ser tratado como zona rural;

7- A perspectiva de desembargo dos terrenos deixa de existir;

8- O despejo dos comerciantes do mercado público, volta à pauta do governo;

9- A instalação e troca de lâmpadas, nas ruas habitadas pelos mais pobres, voltam a não mais acontecer, pois voltarão a ser tratadas como favela;

10- A farmácia básica voltará a não ter remédios, com regularidade.

Façam-me um favor! São tantas coisas ruins voltando ao seu lugar, que não vou pontuar todas, deixo que os (as) colegas, continuem nos seus comentários.

A pergunta que fica é:

Afinal o que as ex-lideranças políticas de oposição estão comemorando?

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo