Paraíba

Cantor da quadrilha Moleka 100 Vergonha morre de Covid-19, aos 26 anos, em Campina Grande

Jefferson não tinha comorbidades. Ele apresentou sintomas da doença na semana passada e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alto Branco.

O cantor da quadrilha junina Moleka 100 Vergonha, Jefferson Emanoel Costa, morreu aos 26 anos de Covid-19, nesta segunda-feira (31), em Campina Grande.

Jefferson não tinha comorbidades. Ele apresentou sintomas da doença na semana passada e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alto Branco.

Na última quinta-feira (27) foi transferido para o Hospital Municipal Pedro I em estado grave de saúde. Ele não resistiu e morreu nesta segunda.

Jefferson também era discípulo da comunidade católica Obra Nova.

Em nota, a Moleka 100 Vergonha lamentou pela morte do jovem, lembrou dos bons momentos embalados pela voz dele e se solidarizou com os familiares deles.

Os amigos e familiares do jovem preparam um cronograma de atividades com as últimas homenagens a ele. Por volta das 13h, um cortejo sairá do Hospital Pedro I. Em seguida, às 13h30, haverá uma parada na comunidade Obra Nova.

Depois, às 14h, haverá uma segunda parada na comunidade Christus. Mais duas pausas estão previstas nas casas da avó e tia dele, às 14h30 e as 15h, o corpo de Jefferson foi sepultado no cemitério do Araxá.

Fonte : G1

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo