DestaquesExecutivo

Prefeitura de Uiraúna imuniza quase 500 pessoas contra a Covid-19 nos dois primeiros dias de vacinação com idosos acima de 70 anos.

A Prefeita Leninha Romão comemora o grande resultado na vacinação nestes dois dias de aplicação do novo local de vacinação no Ginásio Azulão.

A Prefeitura Municipal de Uiraúna, através da Secretaria Municipal de Saúde, informou que, durante os dias 23 e 24 de março, foram vacinadas 490 pessoas na faixa etária de 74 a 70 anos e de 75 anos acima que não tomaram a 1º dose. O município de Uiraúna segue avançando na vacinação da população. Lembrando ainda que os dados dos vacinados ainda serão implantados no sistema disponível no site oficial do município.

Estes públicos são prioritários considerando os critérios de exposição de infecção e risco para agravamento ou óbito pela doença. A inclusão de novos grupos populacionais será norteada pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações), do Ministério da Saúde.

A campanha de imunização contra a COVID-19 em Uiraúna está sendo desenvolvido segundo a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses e as mesmas forem enviadas pelo Governo do Estado da Paraíba, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a COVID-19 serão divulgadas pela Prefeitura de Uiraúna.

A Prefeita Leninha Romão comemora o grande resultado na vacinação nestes dois dias de aplicação do novo local de vacinação no Ginásio Azulão. A coordenadora de Imunização, juntamente com a Secretária de Saúde, vem buscando melhorar e ampliar os locais de vacinação para atingir um número maior de pessoas.

Cuidados devem ser mantidos

A Coronavac, vacina utilizada neste momento, necessita de duas doses para garantir uma melhor defesa do corpo contra o coronavírus, por isso o número de doses deve ser o dobro do de pessoas a serem vacinadas.

A segunda dose da Coronavac será aplicada 28 dias após a primeira dose, por isso a necessidade de seguir com os cuidados, informou a secretária Jaiany Rolim.

“É um tempo que a gente começa estimular a imunidade. Por isso, é importante ainda manter os cuidados de etiquetas respiratórias, evitar aglomeração, usar de máscara, porque essa imunidade ainda vai ser desenvolvida por essas pessoas e a quantidade de doses que chegou ainda não é suficiente para que a gente consiga quebrar a circulação viral”, orientou.

Fonte : Fábio Kamoto com informações da Assessoria de Comunicação.

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo