Opinião

Poço Dantas: Agente de Saúde Lúcia Nunes “A Doutora das Plantas” do Distrito de São João Bosco defende a inserção das plantas medicinais no SUS

A “Doutora das Plantas” é a denominação dada a agente comunitária de saúde, Maria Lúcia Nunes residente no Distrito de São Bosco, com 700 habitantes-zona rural de Poço Dantas. Maria Lúcia Nunes é uma admiradora e defensora das plantas medicinais. Lida nessa área há uns seis anos. Já tem vários testemunhos. Ela acabou de concluir o Curso Autor da Própria Saúde através da plataforma Hotmart e teve como professor o biólogo e especialista em Fitoterapia Clínica, Daniel Forjaz. Maria Lúcia Nunes pretende se qualificar ainda mais e fazer o curso de Terapeuta.

A agente de saúde Maria Lúcia Nunes é membro da Igreja Católica, é secretária da Igualdade Social do Diretório Municipal do Solidariedade e uma competente técnica da equipe municipal de saúde de Poço Dantas.

Maria Lúcia Nunes defende a inserção das plantas medicinais, fitoterápicos e serviços relacionados à Fitoterapia no SUS, com segurança, eficácia e qualidade, em consonância com as diretrizes da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS.

Maria Lúcia Nunes cultiva no quintal de sua casa plantas como picão preto, mentrasto, mulungu, melão-de-são-caetano, alfavacao, erva botão, erva de santa luzia, leiteira conhecida como janaúba, amora, alecrim, babosa, saião, capim santo, cidreira, laranjeira, crajiru, noni, erva moura, cardo-santo, caninha do brejo, erva de touro, moringa, goiabeira, cajueiro, limoeiro e urucuzeiro.

2Q== - Poço Dantas: Agente de Saúde Lúcia Nunes “A Doutora das Plantas” do Distrito de São João Bosco defende a inserção das plantas medicinais no SUS

Todas as comunidades antigas (China, Egito, Suméria, Assíria, Babilônia, Índia, Grécia, Arábia, Ásia, África) conheciam os segredos curativos das plantas. No Ministério da Saúde do Brasil existe a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos criada em 2006, pelo Decreto nº 5.813/2006 cujo objetivo é garantir à população brasileira o acesso seguro e o uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos, promovendo o uso sustentável da biodiversidade, o desenvolvimento da cadeia produtiva e da indústria nacional.

”O ser humano não vive sem os vegetais, seja para alimentação ou cura. Com a medicina contemporânea, baseada na quimioterapia, as pessoas acreditam mais nos medicamentos produzidos pela química moderna, todavia mesmo hoje são desenvolvidos tratamentos alternativos, como a homeopatia e uma fitoterapia, persistindo, deste modo, uma medicina popular à base de plantas resultante de uma longa tradição”, disse Maria Lúcia Nunes.

9k= - Poço Dantas: Agente de Saúde Lúcia Nunes “A Doutora das Plantas” do Distrito de São João Bosco defende a inserção das plantas medicinais no SUS

“A Bíblia, se refere a diversas plantas para diferentes fins. O livro de Gênesis (1: 29) traz: E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda erva que dá semente e que está sobre a face de toda a terra e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente; ser-vos-ão para mantimento. Em diversos livros da Bíblia, do Velho e do Novo Testamento, são citadas várias ervas, como açafrão, aloés, arruda, coentro, cominho, endro, funcho, hissopo, hortelã, incenso, losna, manjerona, mirra, sálvia e outras. A arruda e a hortelã, juntamente com hortaliças, são citadas em Lucas 11:42”, relata a agente comunitária de saúde, Maria Lúcia Nunes.

2Q== - Poço Dantas: Agente de Saúde Lúcia Nunes “A Doutora das Plantas” do Distrito de São João Bosco defende a inserção das plantas medicinais no SUS

9k= - Poço Dantas: Agente de Saúde Lúcia Nunes “A Doutora das Plantas” do Distrito de São João Bosco defende a inserção das plantas medicinais no SUS

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar