BrasilDestaques

QUATRO RODAS : Peugeot 207 dá muito problema? VEJA

Pensando nessa dúvida, que é comum entre quem cogita adquirir este automóvel, listamos para você as características do Peugeot 207 e se, afinal de contas, ele dá muito problemas e se é possível rodar por muito tempo com o carro sem maiores problemas de manutenção e de rendimento.

Apesar de ser um modelo que saiu de circulação do Brasil no ano de 2015, o Peugeot 207 ainda é um automóvel que possui uma grande procura nas concessionárias de seminovos do país, sendo atraídos, principalmente, pelo seu preço, uma vez que é um carro popular e ele é vendido por um valor bem barato nas lojas atualmente.

Porém, sempre que se fala no modelo da Peugeot, muito se fala sobre a possibilidade do modelo não ser confiável, podendo deixar o condutor na mão em alguns momentos, e surge então a dúvida se o carro da marca francesa possui um bom rendimento e se vale a pena adquirir o automóvel.

Pensando nessa dúvida, que é comum entre quem cogita adquirir este automóvel, listamos para você as características do Peugeot 207 e se, afinal de contas, ele dá muito problemas e se é possível rodar por muito tempo com o carro sem maiores problemas de manutenção e de rendimento.

Características do Peugeot 207

O modelo nacional da Peugeot 207 foi lançado no ano de 2008, sendo um carro planejado para ser uma reformulação do modelo 206, que foi um sucesso de vendas no Brasil, sendo o carro-chefe da marca francesa, que chegou a ficar entre as 10 mais vendidas no país durante a década de 2000.

O novo modelo não conseguiu repetir as vendas do Peugeot 206, principalmente pelo design, que foi bastante criticado pelos usuários de automóveis pelo país. Mesmo assim, houve uma boa procura nas concessionárias até a sua descontinuação, em 2015, e nas lojas de modelos seminovos atualmente.

O carro era um modelo compacto premium, sendo feito com dois tipos de carroceria, o Hatch, tipo de automóvel no qual não há uma divisão de compartimentos entre o porta-malas e o espaço destinado para os passageiros, e o coupé, que é semelhante ao sedan, no qual há uma divisão entre a traseira e o local dos assentos, porém com o porta-malas sendo geralmente menor e o espaço do motor maior no coupé.

O Peugeot 207 possuía um design parecido com o modelo europeu e era planejado para ser popular, competindo na época com carros como o Clio, o Gol, o Fox e Palio, de modo a oferecer um automóvel que fosse ao mesmo tempo barato e com um bom rendimento para os seus usuários, oferecendo algo a mais em relação ao 206.

O modelo possuía um consumo com uma economia razoável de combustível para a época na cidade, com uma média de 7 km/l. Porém, na estrada deixava a desejar, consumindo pouco menos de 9 km/l, sendo um carro planejado para rodar em perímetro urbano.

Além disso, o seu aspecto urbano também se justifica em seu tamanho, que é compacto, de modo que o modelo pode rodar mais facilmente pela cidade, uma vez que o seu espaço permite ocupar locais vagos mais reduzidos, como estacionamentos e garagens com tamanhos menores.

Por fim, o Peugeot 207 não é um carro de muitos luxos, mais é um usado fácil de encontrar, sendo que os principais recursos que o modelo oferece está em suas versões mais recentes e eram vendidos como opcionais, caso do ar condicionado, das travas elétricas, do computador de bordo e do volante com regulagem de altura.

Deste modo, o modelo da Peugeot se configurava como um carro para quem precisava de um carro econômico e trafegava apenas pela cidade, sendo um automóvel planejado para percorrer curtas distâncias e pretende utilizar melhor os espaços que estão cada vez mais reduzidos no perímetro urbano.

Quais as possibilidades de problemas no Peugeot 207?

Respondendo então a dúvida que fora feita durante a época do lançamento do modelo 207 da Peugeot e que se estende até hoje, as possibilidades de darem muitos problemas ao usuário deste modelo dependem, principalmente, do modo como você vai utilizar o seu automóvel durante a sua vida útil.

O 207 é um carro excelente para perímetro urbano, de modo que ele possui um rendimento bom para motoristas que utilizam o carro quase que exclusivamente para rodar em sua cidade, trabalhando no mesmo município em que trabalha e precisando de um carro econômico para realizar estes trajetos.

Porém, o Peugeot 207 não possui um bom rendimento na estrada, sendo assim, o modelo tende a sofrer alguns problemas em percorrer trajetos mais longos, podendo gerar problemas durante o caminho ou mesmo sofrer muitos problemas de manutenção caso haja muitas viagens de longa duração em um curto espaço de tempo.

Então, se o comprador quiser ter um uso mais urbano para o seu modelo da marca francesa, o carro tende a ter um bom desempenho, gerando uma economia excelente para o usuário. Entretanto, se o motorista precisar percorrer melhores trajetos, o 207 não se torna a melhor opção para ele.

Como fazer meu Peugeot 207 render mais?

Além da utilização definir a vida que o Peugeot 207 terá, também é importante tomar alguns cuidados para que o motor do carro renda melhor, de modo que o motorista não fique na mão ao trafegar com o automóvel de maneira imprudente, sendo importante tomar cuidado, principalmente, com cinco dicas:

  1. Sempre use a marcha ideal: Marchas engatadas erroneamente podem fazer o motor do carro se desgastar de maneira mais acelerada, fazendo com que a sua vida útil seja facilmente;
  2. Seja rigoroso com o óleo: O marca do seu óleo deve ser escolhido com a máxima precisão possível, pois, um óleo de qualidade ruim pode deteriorar o teu automóvel, fazendo com que haja uma grande piora do motor. Além disso, é importante trocar sempre na quilometragem determinada para o carro continuar rodando corretamente;
  3. Não aqueça o motor: Não é necessário deixar muito tempo o carro em marcha lenta para o automóvel funcionar normalmente nas ruas, uma vez que o 207 já é planejado para aquecer rapidamente, só o tempo de você arrumar o assento e o espelho já basta para dirigir tranquilamente;
  4. Não acelere bruscamente: Não é uma competição! Se você apertar no acelerador com muita força, isso não aumentará o rendimento do carro e, além de diminuir a vida útil de seu carro, ainda pode causar acidentes, então pise levemente no acelerador e dirija tranquilamente!
  5. Faça manutenção regularmente: É importante sempre revisar o seu Peugeot 207 para evitar qualquer imprevisto, por isso, busque ir em tempos regulares para a oficina para revisões preventivas, de modo que o seu automóvel possa durar o máximo possível!

Seguindo essas dicas simples, é possível fazer com que o seu Peugeot 207 rode melhor e por mais tempo para você aproveitar melhor o seu automóvel.

Fonte : Asssessoria

Etiquetas

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar