Executivo

Em 2 meses de pandemia da covid-19, Prefeitura de João Pessoa abre hospital, disponibiliza 230 leitos e adota medidas de prevenção

Mesmo antes de ser registrado oficialmente o primeiro caso de Covid-19 na Capital, em 18 de março, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) já estava adotando uma série de medidas para proteger a população, coibir a proliferação do vírus e ajudar a reduzir seus efeitos sociais e econômicos. Após dois meses desse registro, a população conta com a abertura do Hospital Prontovida, inaugurado no último dia 15 e a ampliação do número de leitos exclusivos para tratamento de covid-19, que somam 230.

O Prontovida, que tem capacidade para 114 leitos, está funcionando inicialmente com 30 leitos, sendo 10 de UTI e 20 de enfermaria. A unidade hospitalar, que é exclusiva para atendimento de pacientes com novo coronavírus conta com o trabalho de 178 profissionais treinados e capacitados. O número deve aumentar para 500, quando todos os leitos estiverem funcionando.

No momento, a Prefeitura disponibiliza 230 leitos exclusivos para tratamento da covid-19 na Capital, sendo 144 de enfermaria e 86 de UTI. Os leitos estão nos hospitais Prontovida, Hospital Santa Isabel, Hospital Infantil do Valentina, São Luiz (conveniado), Hospital Universitário Lauro Wanderley (conveniado) e nas quatro UPAs (Oceania, Bancários, Valentina e Cruz das Armas).

O número de leitos vai aumentar e, para isto, a Prefeitura está convocando os profissionais classificados nos processos seletivos para provimento de cargos temporários no tratamento de pacientes infectados pela covid-19. Foram convocados 1.105 classificados na primeira seleção, que inclui assistentes sociais, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, técnicos em laboratório de análise clínica, técnicos em enfermagem, agentes administrativos, auxiliares de farmácia, condutores de ambulância, auxiliares de serviços gerais e maqueiros. Também foram convocados 122 médicos. Ao todo, a Prefeitura já realizou o chamamento de 1.227 profissionais.

Teleatendimento – Outra ação da prefeitura bem avaliada pela população foi a criação de uma central de atendimento telefônico pré-clínico que funciona 24 horas por dia e tira dúvidas da população através do número 3218-9214. Em pouco mais de dois meses, o serviço já atendeu cerca de 17 mil pessoas. O serviço oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza, em média, 245 atendimentos diariamente, porém, nos últimos dias, esse número aumentou para 350 atendimentos. Para 96% das pessoas, o serviço foi essencial para solucionar as dúvidas. Além disso, 93% das pessoas atendidas atribuíram nota 10, demonstrando satisfação.

SAMU NIARANJAN DO O 16032020 2 300x218 - Em 2 meses de pandemia da covid-19, Prefeitura de João Pessoa abre hospital, disponibiliza 230 leitos e adota medidas de prevenção

A rede de teleatendimento foi ampliada nesta sexta-feira (22) com o aplicativo ‘Monitora Covid-19’, desenvolvido pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste. O aplicativo funciona como uma sala de situação e permite o monitoramento de casos confirmados, suspeitos e em isolamento domiciliar de forma mais eficaz e dinâmica. O app já possui versões para IOS e Android e, para baixá-lo, basta digitar “Monitora Covid-19” na loja de aplicativos do celular.

A regulação dos atendimentos dos casos suspeitos de covid-19 inicia no teleatendimento. Conforme a orientação dos médicos, a pessoa é encaminhada para as unidades de saúde da família (USFs), quando os sintomas de síndrome gripal são leves, ou para as unidades de pronto atendimento (UPAs), para os casos moderados e graves.

Prevenção – A Prefeitura de João Pessoa tem realizado diversas medidas preventivas à proliferação ao novo coronavírus. Por meio de decretos, o prefeito Luciano Cartaxo determinou o cumprimento de medidas que garantam o isolamento social, a exemplo da suspensão das aulas da rede municipal de ensino, o fechamento temporário do comércio, com exceção aos serviços essenciais, nos quais as pessoas devem usar máscara obrigatoriamente, além do fechamento ao acesso dos parques e da orla marítima. Também houve a suspensão da circulação dos ônibus, exceto o “Transporte Saúde”, de uso exclusivo dos profissionais de saúde.

Desde de março, a Prefeitura tem realizado a desinfecção e higienização interna e externa nos principais pontos de aglomeração da cidade e nos equipamentos e espaços públicos da Capital como creches, escolas, hospitais, unidades de saúde da família, unidades de pronto atendimento, mercados, abrigos de longa permanência de idosos, centros comerciais, terminais de integração, restaurantes populares, praças, calçadas, ruas e avenidas.

OPERACAO PROTECAO NIARANJAN DO O 21052020 10 1 300x218 - Em 2 meses de pandemia da covid-19, Prefeitura de João Pessoa abre hospital, disponibiliza 230 leitos e adota medidas de prevenção

Diariamente, há fiscalização nos comércios para verificar a adoção das medidas de proteção, bem como nos mercados e feiras, as quais estão com funcionamento suspenso. Todos os estabelecimentos que não são essenciais estão sendo fechados, e os que realizam alguma irregularidade estão sendo notificados para adequação. Ao todo, 439 estabelecimentos foram inspecionados, sendo 89 fechados.

Para fortalecer as ações de isolamento social nos bairros, a Prefeitura criou a Operação Proteção, no último dia 21, com a implantação de barreiras sanitárias, medição de temperatura das pessoas, realização de testes rápidos de Covid-19, ação educativa, fiscalização do comércio, além de desinfecção de ruas e avenidas.

Geração de emprego e renda – Já na área social, a prefeitura também já iniciou a distribuição de 200 mil máscaras do programa “Uma a Mais”, que oferece apoio financeiro aos profissionais da costura para confecção do item de proteção. A previsão é de que 540 mil máscaras sejam produzidas, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e servidores da rede de assistência social do Município.

Alimentação e Educação à distância – A Prefeitura é referência nacional, por garantir a alimentação a mais de 35 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino. Mas, além disso, ainda amplia os meios para acesso aos conhecimentos durante o período de isolamento social, através da parceria com a startup de educação e tecnologia ChatClass – Assistência Artificial de Inglês, em prol de um ensino de Língua Inglesa de qualidade, à distância, via WhatsApp.ALIMENTACAO ESCOLAS NIARANJAN DO O 20042020 4 1 300x218 - Em 2 meses de pandemia da covid-19, Prefeitura de João Pessoa abre hospital, disponibiliza 230 leitos e adota medidas de prevenção

Referência nacional em transparência – Nesta quinta-feira (21), a prefeitura foi reconhecida pela ONG Transparência Internacional como a Capital mais transparente na divulgação de contratos emergenciais para Covid-19 no Brasil. No ranking,  João Pessoa aparece na primeira colocação, com nota 88,61, seguida de Goiânia com 83,54, as duas únicas capitais do país com avaliação classificada como ótima.

O resultado indica que João Pessoa é a capital que melhor está cumprindo as exigências da Lei Federal nº 13.979/2020, que regulamentou as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia do coronavírus. Essa legislação exige transparência nas contratações emergenciais. A média das notas obtidas pelas 27 capitais foi de 45 pontos, com colocações de ótimo, bom, regular e ruim.

Fabio Kamoto

Especialista em Marketing Político e Digital, Publicitário, Radialista, atua desde 2006 no jornalismo político. Passou pelas pelas Rádios Progresso e Jornal AM, Sousense FM, Líder FM e Mais FM.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo